top of page

Anderson Leonardo, líder do Grupo Molejo, morre aos 51 anos

Cantor lutava contra um câncer na região inguinal desde 2022

Anderson Leonardo, líder do Grupo Molejo, morre aos 51 anos (Foto: Reprodução)

O cantor Anderson Leonardo, mais conhecido como Anderson Molejo, faleceu no Rio de Janeiro nesta sexta-feira, 26 de abril de 2024. Ele tinha 51 anos e lutava contra um câncer na região inguinal desde 2022. Anderson era uma figura icônica do pagode dos anos 1990 e fez história com seus sucessos animados e bem-humorados.

Nascido no Rio de Janeiro em agosto de 1972, Anderson foi um dos formadores do grupo carioca de pagode Molejo. Junto com Andrezinho, Claumirzinho, Lúcio Nascimento, Robson Calazans e Jimmy Batera, o Molejo estourou com hits em todo o país, incluindo músicas como “Cilada”, “Caçamba”, “Brincadeira de Criança”, “Dança da Vassoura” e “Paparico”. Além de ser o vocalista da banda, Anderson também era responsável pelo som do cavaquinho e atuava como compositor. Ele assinou 118 composições registradas no Ecadnet, incluindo sucessos do próprio Molejo e de outros grupos, como a música “Cohab City”, sucesso do Negritude Junior.

O Molejo lançou seu primeiro álbum em 1993, impulsionado pela música “Caçamba”. O grupo continuou a fazer sucesso ao longo dos anos, e em 2016 lançou o álbum “Molejo Club” com faixas inéditas após 6 anos. A banda também ganhou popularidade na internet por meio de memes e comparações irônicas com artistas como Lady Gaga .

Anderson tinha quatro filhos: Leozinho Bradock, cantor e multi-instrumentista de 29 anos; Rafael ‘Molejinn’, de 28 anos, integrante do Grupo Surpreender; Alessa Cristyne, sua primogênita de 30 anos; e Alice, a caçula, que completaria 4 anos em maio. Alice é filha de Anderson com Paula Cardoso, com quem ele vivia um relacionamento desde 2012.

Em outubro de 2022, Anderson revelou que havia sido diagnosticado com câncer, mas anunciou dois eses depois que estava curado. No entanto, em maio de 2023, ele anunciou que retomaria o tratamento contra a doença, declarando: “Vou lutar até o final”. O legado de Anderson Leonardo permanecerá na memória dos fãs e na história da música brasileira.

0 visualização

Comments


bottom of page