top of page

Convidado do The Noite desta quinta (31), Zezé Di Camargo fala o que pensa de transplante de Faustão

Em conversa com Danilo Gentili, cantor sertanejo também falou sobre a atemporalidade das suas músicas, disse se considerar um “artista do povo” e revelou preferir ser primeiro lugar nas rádios do Brasil do que estourar nas plataformas digitais



Um dos maiores, mais populares, bem-sucedidos e queridos cantores sertanejos do Brasil, Zezé Di Camargo vai estar no “The Noite” com Danilo Gentili desta quinta-feira, 31 de agosto. O artista segue cantando com o irmão, Luciano, mas também está em turnê com o seu mais recente projeto solo.

Durante a conversa, Zezé Di Camargo resolveu aproveitar o espaço do programa para, em tom de desabafo, desejar melhoras ao apresentador Fausto Silva, que passou por uma cirurgia de transplante de coração no último domingo (27).


“Desejar para ele uma boa recuperação. Vi muita gente comentando na internet, achando que o Faustão furou a fila. Nada a ver. As pessoas têm que estudar mais como que é feito, como que é escolhido os pacientes. Não sou advogado dele. As pessoas têm uma imagem dele, por ser um cara muito positivo e que fala o que pensa na televisão. Ele é uma das pessoas mais generosas que já conheci na minha vida. Sei de vários artistas que, em final de carreira, o Faustão, do bolso dele, sustentou e tratou. Ele nunca quis mostrar”

 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE

 


“O coração daquele homem, sempre brincava, dizendo que era do tamanho dele. É um cara que ganhou muito dinheiro, com muito trabalho, mas que fez muito pelas pessoas. O que estão fazendo na internet de dizer que ele furou a fila por ser o Faustão, esquece isso, pelo amor de Deus. Pensa no ser humano, na vida”

No palco do The Noite, Zezé Di Camargo, claro, também aproveita para cantar alguns de seus grandes sucessos, como “É o Amor”, que, 32 anos após ser lançada, faz sucesso até entre quem sequer havia nascido na época em que a música estourou.



“O que me admira é que se você olhar aqui na sua plateia, quase 90% dela, não era nascida nessa época. São todos mais novos. Isso a gente nota nos shows também. Quando eu canto é a família inteira. As vezes tem um avô com o netinho de cinco ou seis anos no ombro cantando a música. Ela é atemporal, impressionante... Quando eu canto: ‘No Dia em Que Eu Saí de Casa’, ‘É o Amor’, ‘Você Vai Ver’, ‘Pão de Mel’ e essas músicas todas, a gente nota no público que é totalmente heterogêneo”.

Ao comentar sobre o tamanho do sucesso da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, o cantor também falou sobre a sua paixão pelo rádio e a importância dada a ele até os dias de hoje, mesmo com as plataformas digitais.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE

 


“Falo com muita honra e orgulho que sou um artista do rádio. Fui feito pelo rádio. Quando digo eu é Zezé Di Camargo e Luciano. Nós somos feitos pelo rádio e pela televisão, que é quem identifica aquilo que o rádio fabrica. Depois que entraram as plataformas digitais, demoramos um tempo para nos adaptar a esse novo modelo. Se você falar se eu quero estourar nas plataformas digitais ou quero ser o primeiro lugar nas rádios do Brasil inteiro, quero ser o primeiro nas rádios do Brasil inteiro. Me considero um artista do povo”, ressalta.



“Eu sou um artista de rádio. Faço questão disso. Sinto mais emoção ouvindo uma música minha na rádio do que quando eu termino de gravar um disco e ouço. A impressão que você tem é de que o som é melhor. Você sabe que milhares de pessoas estão te ouvindo ali naquele momento. O rádio é e será sempre o maior veículo de comunicação”, finaliza.

O The Noite é apresentado por Danilo Gentili e vai ao ar de segunda a sexta-feira, no SBT. Hoje, a partir de 00h45.

4 visualizações

Comments