top of page

Documentário 'The Stroll: As Trabalhadoras da Rua 14', estreia em 21 de junho na HBO Max

Uma história poderosa e comovente de trabalhadoras sexuais transgêneros em Nova Iorque, no Meatpacking District, antes da gentrificação.



O documentário original da HBO, THE STROLL: AS TRABALHADORAS DA RUA 14, dirigido por Kristen Lovell e Zackary Drucker (“The Lady and The Dale", HBO), estreia na quarta-feira, 21 de junho, às 22h na HBO e na HBO Max, coincidindo com o Mês do Orgulho LGBTQ+. O filme é o primeiro trabalho de Lovell como diretora e teve sua estreia mundial no Festival de Cinema de Sundance de 2023, onde foi aclamado pela crítica.

Quando a diretora Kristen Lovell se mudou para a cidade de Nova Iorque na década de 1990 e iniciou sua transição, ela foi demitida do emprego. Com tão poucas opções para ganhar dinheiro e garantir sua sobrevivência, Kristen, como muitas outras mulheres trans negras durante esta época, começou o trabalho sexual em uma área conhecida como "The Stroll" no Meatpacking District de Baixa Manhattan, onde mulheres trans se reuniam e construíam um companheirismo profundo para se protegerem do assédio e da violência.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE

 


Reunindo suas irmãs para contar esta história essencial de Nova Iorque a partir de suas experiências em primeira mão, a narrativa íntima e as entrevistas de Kristen trazem à tela uma incrível variedade de imagens de arquivo de Nova Iorque, dos anos 1970 até o início dos anos 2000. Assim como THE STROLL: AS TRABALHADORAS DA RUA 14 é um filme sobre a vida trans, também é um relato surpreendente da gentrificação, já que o prefeito de Nova Iorque, Rudolph Giuliani, promulgou iniciativas de "qualidade de vida" que aumentaram a vigilância policial na cidade e expulsaram as profissionais do sexo da vizinhança. Apesar das forças que ameaçavam sua sobrevivência, Kristen e suas irmãs lutaram. Elas não têm mais "The Stroll", mas estão no centro de um movimento para proteger seus direitos. Ativistas recentemente derrubaram a legislação chamada "Walking While Trans" ("Andando Enquanto Trans"), que permitia o perfilamento policial e o assédio de pessoas trans por décadas. Nesta nova era de visibilidade e ativismo, THE STROLL: AS TRABALHADORAS DA RUA 14 nos lembra que as mulheres trans negras e os trabalhadores sexuais continuam trilhando um caminho para a frente, lutando por meio de sua resiliência, organização comunitária e irmandade.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE