top of page

Festival gratuito exibe curtas de animação produzido por jovens de baixa renda

Atualizado: 3 de fev. de 2023

Festival comemora 10 anos de Escola de Animação com exibição de curtas produzidos por jovens de baixa renda



Falta pouco para a Biblioteca Parque Estadual, no Centro, no Rio de Janeiro, sediar o “Festival Estúdio Escola de Animação 10 anos”. Gratuito, a partir das 9h30, o evento, que acontece no próximo sábado (4), celebra o décimo aniversário do programa que vem transformando de forma gratuita a vida de jovens artistas do Rio, através do ensino de animação, e contará com exibição de curtas produzidos pelos alunos, além de uma programação diversa. Uma iniciativa de cunho cultural, técnico, estético e social que aposta fortemente na capacidade criativa e autoral de jovens talentos.


Com 4 prêmios por curtas produzidos, o programa se dedica a qualificar a empregabilidade de jovens através da linguagem da animação. Feira de artes, workshops, avaliação de portfólios com profissionais convidados do Copa Studio e Combo Studio, exibição de filmes produzidos por estúdios brasileiros e curtas-metragens produzidos pelos alunos do Estúdio Escola, além da edição especial do “Papo Reto”; com participação de Zé Brandão (Copa Studio), Marcelo Pereira (Combo Studio), Paulo Muppet (Birdo Studio), Deley (Mandabusca), Cecília Ramos, Luiza de Souza, Silva João, Célia Catunda, Marcelo Marão, Andrés Lieban, fazem parte da programação destinada, principalmente, para jovens artistas e apaixonados por animação.


Segundo Zé Brandão, sócio-diretor do Copa Studio e diretor criativo do programa, o ponto de partida para a criação do Estúdio Escola de Animação (EEA), foi a compreensão quanto a urgência de profissionais qualificados no mercado da animação.


“Quando cursava o segundo grau, não sabia o que ia fazer da vida. Foi muito importante quando um ilustrador de livros foi na minha escola. Anos depois, já no mercado - ainda como animador - pensei que seria importante ir nas escolas e mostrar para esses jovens que a animação era uma oportunidade real de profissão”

 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE


 


​Foi com essa passagem pelas unidades escolares, que começou a parceria entre Baluarte Cultura e Copa Studio.


A diretora de produção da Baluarte Cultura, Paula Sued, comentou sobre o projeto:


“Essa etapa de sensibilização foi fundamental para consolidarmos o projeto e fazer com que acreditássemos ainda mais no seu potencial transformador. O Estúdio Escola de Animação cresceu, amadureceu, se reinventou e contribuiu para a inserção no mercado de 40% dos mais de 390 jovens que passaram pela nossa formação profissionalizante gratuita. Hoje, alguns desses trabalham para grandes estúdios",

Vencedor do ‘1º Prêmio ODS da Rede Brasil do Pacto Global’, sendo reconhecido como uma importante iniciativa no fortalecimento do ODS 4 – Educação de Qualidade e ODS 8 – Emprego Decente e Crescimento Econômico, em 2019, desde 2012, o Estúdio Escola fomenta o mercado de animação do país através da educação profissionalizante seja por meio de formação presencial gratuita ou cursos livres online com preços acessíveis. Com o objetivo de promover ainda mais diversidade e inclusão, nos últimos três anos, por exemplo, 80% dos alunos qualificados durante a formação gratuita são mulheres e pessoas negras.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE

 


Com experiência em produções como o “Irmão do Jorel”, a assistente de supervisão de rigging no Copa Studio, Milena Batalha destacou:


"Entrei no estúdio dos meus sonhos após terminar a formação no EEA. E isso só foi possível porque produzimos portfólios nas aulas e criamos uma grande rede de contato com os professores e alunos, que se tornam amigos para a vida. Eu consegui provar pra minha família que a arte pode ser uma carreira estável e rentável, com carteira assinada e tudo”

A supervisora do departamento de Arte do Copa Studio, Para Marina Vasconcelos, que chegou ao programa como aluna e hoje atua como uma das professoras, foi através do EEA que ela conheceu um pouco melhor sobre o segmento.


“Quando ingressei, em 2014, eu já fazia design na faculdade e sentia que queria ser ilustradora, mas não sabia que era tão possível trabalhar com animação no Brasil. Serviu muito para eu entender as especificidades da carreira" - revelou Paula.

 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE


 

Paula acredita que este programa reforça a missão de toda equipe e parceiros do programa:


“Nosso propósito é transformar pessoas e gerar impactos positivos no mundo. O festival oportuniza ampliarmos a comunidade Estúdio Escola de Animação (EEA) disseminando a animação brasileira, contribuindo para a formação de plateia e a profissionalização desse mercado. Estamos preparando tudo com muito cuidado e carinho para que seja um grande encontro entre jovens artistas e profissionais da animação, e que o Festival sirva de inspiração e motivação a todos que estiverem conosco nesse dia”

O Estúdio Escola de Animação é patrocinado pelas empresas Wilson Sons e GLP, com copatrocínio da Sotreq e tem apoio da TK Elevator e Luxor Group por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Também é patrocinado pela Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, Secretaria Municipal de Cultura com apoio das empresas WSUT, Atlas e do grupo Arjo, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura – Lei do ISS. E conta com a parceria institucional da empresa canadense de software de animação Toon Boom Animation.



SERVIÇO:


Local: Biblioteca Parque Estadual | End.: Av. Pres. Vargas, 1261 - Centro, Rio de Janeiro - RJ

Data: 04 de fevereiro de 2023

Horário: entre 9h30h e 20h

Ingressos: Gratuitos | https://bit.ly/Festival10anosEEA (retirada no Sympla e sujeito à lotação)