top of page

Pedro Tirolli se destaca como Chitãozinho na infância em ‘As Aventuras de José e Durval’ (Globoplay)

Com apenas 12 anos, o ator chega ao audiovisual já como protagonista na série que conta a história de Chitãozinho e Xororó



Imerso em música desde os 7 anos, Pedro Tirolli chega também ao audiovisual. Com apenas 12 anos, ele interpreta José, o (ainda criança) Chitãozinho, da dupla Chitãozinho e Xororó, na série “As Aventuras De José E Durval”, que estreia no Globoplay no dia 18 de agosto, ao lado de nomes como Rodrigo Simas - que interpreta o cantor na fase adulta -, Felipe Simas, Andréia Horta e Marco Ricca.


Cantor com algumas composições autorais, Pedro surpreende não só pela atuação, mas também atingindo os complexos timbres do sertanejo.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE



 


Vivendo o ídolo


Criado no interior de São Paulo, na cidade de Palmital, Tirolli teve suas bases musicais no sertanejo e conta ter crescido ouvindo Chitãozinho e Xororó e que jamais imaginaria dar vida ao ídolo nas telas um dia. “Só posso demonstrar gratidão e honra”, afirma.


Entre as vezes que Pedro se encontrou com a dupla, o ator teve boas conversas com Chitãozinho:


“ele é sempre muito carinhoso. Lembro bem quando tocamos e cantamos para eles num set de filmagem em Santo Antônio de Posse/SP, que eles foram nos visitar, ele disse: ‘sua voz é muito parecida com a minha quando eu era criança’. Foi uma emoção muito grande!”


Curiosidades


  • Pedro foi aprovado em seu primeiro teste para um papel no audiovisual, já entrando para a série “As Aventuras De José E Durval”;

  • As gravações começaram em meio a pandemia, enquanto o pequeno estava estudando em casa. Quando as aulas voltaram ao presencial, o ator teve o suporte de uma professora particular providenciada pela produtora O2 para acompanhar os conteúdos do colégio e gabaritou um simulado nacional;


  • Pedro teve sua primeira apresentação com Chitãozinho e Xororó em um show no Paraná, mas foi na CCXP de 2022 que sentiu a maior emoção do público. A apresentação de “Evidências” no evento foi transmitida posteriormente pelo “Fantástico” e pelo “Jornal Nacional” e a aparição da dupla sertaneja foi uma surpresa;


  • Mas essas não foram as únicas oportunidades de cantar ao lado de um ícone. Anteriormente, cantou e tocou com Daniel em um rodeio em Palmital/SP;


  • Apesar de ser um cantor sertanejo, para Pedro foi um desafio cantar como Chitãozinho porque além dos timbres fortes, ele nunca havia feito segunda voz. Ele foi treinado por Tati Parra, Otávio de Moraes e Felipe Habib;


  • Entre as histórias de bastidores, Pedro destaca uma cena em que precisou gravar quase 30 takes comendo frango e nenhum dos atores aguentava mais;


  • Ele destaca como seus maiores hobbies cantar, tocar violão, compor, comer churrasco, ler, jogar videogame, escrever histórias, jogar futebol e correr de kart;


  • Seus maiores ídolos fora do sertanejo são os Beatles, Coldplay, o violonista Fábio Lima, Johnny Depp, Leonardo DiCaprio, Will Smith, Morgan Freeman, Marco Ricca, os irmãos Simas e o ator mirim Christian Convery.


  • Na rotina de gravações, Pedro é sempre acompanhado pelo pai, Gustavo Pereira, com o apoio e torcida da mãe Thalita Tirolli, que precisa permanecer na cidade da família cuidando do irmão do artista.


 

CONTINUE APÓS A PUBLICIDADE



 



Planos para o futuro

Apaixonado pela atuação e feliz com o resultado da série, Tirolli afirma que quer viver o sonho de atuar e cantar. “São duas paixões que proporcionaram momentos mágicos para mim e se Deus quiser, continuarão proporcionando. A série despertou em mim o desejo de viver personagens distintos”.

Na música, novidades estão por vir. “Ainda tenho o hábito de compor e se tudo der certo, novas composições serão gravadas em breve”.

16 visualizações

Commentaires


bottom of page